Fernando Tordo – “Os Fados Que Eu Fiz”

Do novo álbum de Fernando Tordo "Os Fados Que Eu Fiz" apresentamos para já o tema "Fado dos Cheirinhos" - novidades em breve !!!

O primeiro single do meu novo álbum “Os Fados Que Eu Fiz” vai estar disponível a partir de amanhã no meu Spotify e restantes plataformas digitais! Chama-se “Fado dos Cheirinhos” e tem um significado muito especial: composto por mim com letra de Ary dos Santos, é um exercício de especiarias afectivas que oferecemos ao Carlos do Carmo. Na sua gravação original tem coros de Paulo de Carvalho, Tozé Brito e eu próprio. Nesta versão tem arranjo de Valter Rolo e Lino Guerreiro. O novo álbum “Os Fados Que Eu Fiz” tem data de lançamento prevista para o próximo dia 28 de Janeiro

Fernando Tordo


Fado dos Cheirinhos

FICHA TÉCNICA
ESTÚDIOS
Gravado nos ESTÚDIOS SAFFRAN em Novembro de 2020
Misturado e Masterizado no BOX20 ESTÚDIO em Fevereiro de 2021

MÚSICOS
Valter Rolo – Piano – Teclados – Programação
Lino Guerreiro – Saxofones – Flauta Transversal – Tin Whistle – Melódica
Vicky Marques – Bateria – Percussão
Xico Santos – Contrabaixo – Baixo Eléctrico
Bernardo Couto – Guitarra Portuguesa
Bernardo Viana – Guitarra Clássica
Diogo Duque – Trompete – Flugelhorn – Flauta Tradicional
Tiago Oliveira – Guitarra Eléctrica – Guitarra Folk
João Frade – Acordeão

QUARTETO DE CORDAS
Ana Pereira – Violino (concertino)
Romeu Madeira – Violino
Joana Cipriano – Viola
Nuno Abreu – Violoncelo

VOZES
João CastroPatrícia AntunesTeresa Rico

ARRANJOS VOCAIS
Lino Guerreiro – João Castro

PRODUÇÃO MUSICAL E ARRANJOS MUSICAIS
Lino Guerreiro – Valter Rolo

GRAVAÇÃO, MISTURA E MASTERIZAÇÃO
João Portela


Fernando Tordo

in facebook

nimbos

(saxofone soprano e orquestra de cordas | soprano saxophone & string orchestra)

linoguerreiro.com

Dito pelo intérprete a quem se destina, João Pedro Silva, “será aquilo que tiver de ser”, nimbos é efetivamente uma obra que só podia ser assim. Conta uma história (da nossa colaboração continuada), através de uma pequena viagem, que por uma linha ténue nos deixa na dúvida, e que tem como propósito mostrar que não existem respostas certas nem verdades absolutas.

Continue reading “nimbos”