pt
Olhando para a frente e para trás, à procura de um equilíbrio, entre o quê ?! Não posso aceitar a distância. Obra para clarinete baixo solo e grupo de câmara. Dedicada ao clarinetista Luís Gomes, e ao Grupo de Música Contemporânea de Lisboa.

en
Looking back, looking forward, seeking balance, between what ?! I can’t accept distance. Work for bass clarinet solo & chamber ensemble. Dedicated to the clarinetist Luís Gomes, and “Grupo de Música Contemporânea de Lisboa”.

Read More

pt
A evolução nunca pode acontecer se apontar sempre no mesmo sentido (…) necessita de se expandir em todas as direções. Evolução não significa “mais” (…) aproxima-se do essencial. A evolução é a paráfrase (…) a continuidade.

en
Evolution can never happen always in the same direction (…) needs to expand in all directions. Evolution does not mean “more” (…) approaches the essential. Evolution is a paraphrase (…) the continuity.

Read More

pt
Não tenho grandes memórias acerca da ideia conceptual que está na base desta obra. Apenas me consigo lembrar de “frases soltas”, “palavras soltas”. Depois, esse material, foi alvo de inúmeras abordagens e proliferações, dando origem a esta música mais ou menos “solta”. Obra dedicada ao Grupo de Música Contemporânea de Lisboa (GMCL).

en
I don’t have great memories about the conceptual idea of this piece. I just remember “loose sentences”, “loose words.” That material was the subject of numerous approaches and proliferation, giving rise to this music, more or less “lost”. Work dedicated to Grupo de Música Contemporânea de Lisboa (GMCL).

Read More