pt
Era uma vez no ano de 1872 (…) “do Egipto à Índia, e depois para a China, Japão, Estados Unidos, e de volta à Inglaterra, somos levados numa viagem através de vários continentes, em diversos meios de transporte existentes na época – vapores, comboios, carruagens e até mesmo elefantes – numa jornada emocionante que desperta o nosso espírito de aventura e nos leva de volta à infância.“ (…) em mais uma, sempre diferente, “Volta ao Mundo em 80 Dias”. E a música ? como seria ? (…) eu imagino (…

en
Once upon a time in 1872 (…) “from Egypt to India, and then to China, Japan, the United States, and back to England, we are taken on a journey through various continents, in various means of transport existing at the time – vapours, trains, carriages and even elephants – on an exciting journey that awakens our spirit of adventure and takes us back to childhood. (…) in one more, always different, “Around the World in Eighty Days”. And the music ? how would it be ? (…) I imagine (…

pt
Sobre as qualidades e defeitos de todos nós, contam-se histórias de moral. Mas porque o Homem é um ser complicado, inventou-se a fábula, para ilustrar comportamentos que se revelam mais simples se forem protagonizados por personagens animais. Sejamos crianças ou crescidos, todos percebemos o falso desdém da raposa por debaixo de umas uvas deliciosas, as quais deseja mas não alcança. Reconhecemos a imprudência da Doninha que se deixa apanhar gorda na despensa da comida, quando sabia poder fugir se fosse capaz de vencer a gula. Quantas vezes lembramos a constância da tartaruga e o precavido zelo da formiga? São pequenas narrativas como estas que devemos a Esopo, ainda dos tempos da Grécia Antiga, e mais tarde a Jean de La Fontaine, que já no século XVII lhes destinou uma popularidade verdadeiramente universal. (…) sendo esta a minha abordagem musical, que tenciona acima de tudo ser sóbria.

en
About the qualities and defects of all of us, we are told stories of morals. But because man is a complicated being, the fable has been invented to illustrate behaviors that are simpler if they are played by animal characters. Let us be children or grown-up, we all perceive the fool’s false disdain beneath some delicious grapes, which he longs for but does not reach. We recognize the recklessness of the Ferret that lets herself get fat in the food pantry, when she knew how to escape if she could overcome gluttony. How many times do we remember the constancy of the tortoise and the zealous care of the ant? They are small narratives like these that we owe to Aesop, still from the times of Ancient Greece, and later to Jean de La Fontaine, who already in the seventeenth century gave them a truly universal popularity. (…) being this my musical approach, which intends above all to be sober.

pt
Saxofone Suite Saxophone é inspirada no folclore oriundo da zona das Balcãs. É uma obra em três andamentos, onde cada um destes tem o nome da montanha mais alta de três países desta região.

en
Saxophone Suite Saxophone is inspired by folklore from the Balkans. It is a work in three movements, where each one of them has the name of the highest mountain of three countries from this region. Musala, in Bulgaria, Korab, in Albania, and Dinara, in Croatia.