As pulsares são conhecidas como os “faróis” do universo, são estrelas de neutrões rotativas que emitem de forma regular um feixe concentrado de radiação eletromagnética que só é visível a quem estiver no seu caminho. É nesta ideia de pulsação regular, que assenta a concepção desta obra para quinteto de sopros. Por vezes cinco pulsares em pontos distintos do universo, e outras vezes a convergência para um só ponto de encontro, a Pulsar.

(para 2 percussionistas e ensemble / for 2 percussionists & ensemble)mic.pt | parallax 88 (…) é uma obra num só andamento, que nasce do contacto, da experiência e da reflexão, acerca do conceito da música minimal, (…) (…) is a work in one movement, born of contact, experience and reflection, about the concept of minimal […]